Oito dicas para limpar e conservar o porcelanato

“Ao longo dos anos, o porcelanato tem ganhado espaços por todos os cantos da arquitetura. Hoje, além do piso, eles ganharam paredes, fachadas, piscinas, áreas externas e até bancadas. Além de todos esses usos, o revestimento ainda conta com inúmeros padrões disponíveis, variando texturas e formatos. No entanto, além de escolher o porcelanato mais adequado para o ambiente, é necessário tomar alguns cuidados para que o produto mantenha a qualidade e a durabilidade.

A HAUS conversou com representantes da Cerâmica Portinari e com o coordenador de qualidade da Eliane Revestimentos, Anderson Eziquiel, e separou algumas dicas para fazer a limpeza correta dos porcelanatos. Confira:

1) Porcelanatos acetinados e polidos
Por serem lisos, sua limpeza é mais simples. Basta usar uma vassoura com cerdas macias, para não riscar, ou o aspirador de pó. Para finalizar, utilize um pano úmido com detergente neutro específico para limpeza de porcelanato. Eles podem ser facilmente encontrados em lojas especializadas como home centers e/ou materiais de construção.

Após uma obra em casa, poderá ser necessário o uso de produtos para limpeza profissional, que retirem manchas e resíduos.
2) Porcelanatos antiderrapantes
Estes produtos, por sua característica antiderrapante, apresentam superfícies mais rugosas ou ásperas, então, devem ser limpos com uma vassoura de cerdas duras. Caso existam áreas muito impregnadas de sujeira, utilize saponáceo líquido, diluído em água, na proporção indicada na embalagem. Esfregue com esponja macia.

3) Porcelanatos revestidos com cera
Produtos polidos possuem cera em sua superfície, essa camada é importante para proteger o produto no transporte e durante a obra. Após a obra, ela deve ser removida com detergente neutro e água ou ainda com saponáceo cremoso e água. O conselho é utilizar esponja para cristais.

4) Porcelanatos com película protetora
Alguns produtos vêm com uma película plástica protetora com a mesma finalidade da cera, essa película só deve ser retirada no fim da obra e, em seguida, passar um pano com álcool sobre toda a superfície do revestimento, se ficar alguma cola na superfície, pode ser removida com água quente.

5) Removendo argamassa e rejunte à base de cimento
É recomendado utilizar vinagre de álcool e deixar agir por 15 minutos. Em seguida, passe saponáceo cremoso com uma esponja, enxágue com bastante água e seque com um pano limpo.

6) Retirando respingos de tinta
Depois de uma pintura, alguns pingos de tinta podem acabar manchando o revestimento. Para removê-los, pode-se utilizar solvente, sempre colocando primeiramente em um pano, nunca diretamente aplicado no piso. Após a aplicação deve-se passar um pano úmido.

7) Riscos de alumínio
Ao movimentar móveis com pés de alumínio ou metal, um resíduo do material pode ficar marcado no piso. Para limpar, use água sanitária diluída na proporção de 3 por 1, deixe agir por 15 minutos e esfregue com saponáceo cremoso.

8) Limpeza de manchas pontuais
Algumas substâncias acabam causando um pouco mais de trabalho na remoção. Produtos como vinagre branco de álcool, produtos específicos de limpeza e outras substâncias que contenham ácido em sua composição, podem resolver. Mas é preciso cuidado: esses produtos devem ser usados sempre diluídos em água, para não acabar prejudicando os porcelanatos polidos, mais suscetíveis a corrosões e manchas. Lembrete: quanto mais rápido a sujeira for limpa, mais fácil será de removê-la.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *